Preview Maria Bonita Inverno 2012

A coleção de inverno 2012 da Maria Bonita (uma das minhas marcas preferidas desfilando na SPFW!) traz peças inspiradas nos dias do Norte do Brasil. A cartela de cores vai do castanho ao verde, passando pelo rosa e amarelo. Os tecidos variam entre lãs, alpacas e texturas em formas retas e afuniladas. Para complementar os looks, os acessórios vêm modificados com a idéia de acrescentar, unindo o sapato masculino ao salto feminino, duas bolsas acopladas e dois cintos que formam um.
Abaixo, uma das estampas que veremos no desfile da marca, hoje, às 15:30h, na Bienal.

Anúncios

Palestra de Jum Nakao na UVA

A Universidade Veiga de Almeida promove amanhã uma palestra com Jum Nakao baseada no conceito por trás de sua incrível coleção A Costura do Invisível, apresentada durante o São Paulo Fashion Week em 2004, feita toda em papel.( clica aqui pra ver o desfile do Jum na SPFW!)

Serviço:
Data: 20 de setembro de 2010
Horário: 20h
Local: UVA – Campus Tijuca – Rua Ibituruna, 108 – Tijuca, RJ

Cílios de boneca

Quando o termômetro sobe é hora de pegar leve na maquiagem e dar destaque a áreas que não correm o risco de derreter quando o calor vier com força total. Para quem gosta de turbinar o make, mesmo no verão, a dica é focar nos cílios.

Camadas e camadas de rímel imprimem poder ao olhar e levantam qualquer make up básico. À noite, vale investir nos postiços para um look mais dramático. Durante a temporada de verão 2011 aqui no Brasil, os cílios estiveram em evidência nas passarelas. Postiços ou naturais, o que vale é colocá-los em evidência.

Eu adoro rímel e tenho vários na minha nécessaire. Prefiro sempre os que prometem volume e muitas vezes combino 2 para potencializar os efeitos. Atualmente a combinação que uso no dia-a-dia para os cílios ficarem separadinhos e bem volumosos é o BeautiFull, da Avon + Volume Glamour Ultra Black da Bourjois. O Fiber Optics da Stila também é uma ótima opção para o dia, os cílios ficam cheios e com aspecto super natural.
À noite, combino o Ultimeyes, da Dior + Phenomen Eyes da Givenchy e, sério, os cílios ficam mega alongados e cheios, tipo de boneca! Postiço pra que?! 😉 
O High Impact da Clinique é coringa e dá pra usar de dia (com menos camadas) e também para um jantar ou programinha mais informal à noite, basta caprichar na aplicação para os cílios ficarem turbinados na medida.

1) Ultimeyes – Dior
2) BeautiFull, Avon
3)Volume Glamour Ultra Black, Bourjois
4) Fiber Optics – Stila
5) High Impact – Clinique
6) Phenomen Eyes – Givenchy


Verão nas alturas

Os saltos  vieram altíssimos na temporada de verão 2011 das semanas de moda brasileiras. Pra quem gosta de conforto no calor, ainda valem os sapatos sem salto e as famigeradas rasteirinhas mas não há como negar que o próximo verão ganhará uma vibe mais sexy com os pés nas alturas.

A vantagem do salto no verão é que, com as pernas à mostra, elas parecem mais longas e durinhas. E vale todo tipo de sapato com salto: sandália, mocassim, oxford, clogs…o que importa é que ele te leve às alturas e de uma forma bem democrática: as plataformas continuam em alta, o salto anabela voltou, os pesados sobrevivem a mais uma estação, desta vez ao lado dos fininhos. Um detalhe importante é saber andar de saltão. É preciso manter o  equilíbrio e a postura para não parecer que está andando em uma corda bamba. Se estiver insegura, melhor não usar.


* Esse post foi originalmente publicado aqui

SPFW > verão 2011 > dia 4

Letícia Ribeiro


Reinaldo Lourenço iniciou os trabalhos do quarto dia da semana de moda paulista com um desfile inspirado na aerodinâmica dos automóveis dos anos 60. Preto e branco dominaram a passarela, pontuada por toques de cor: rosa neon e laranja, tanto em detalhes; nas golas e punhos das blusas e nas tiras das sandálias gladiadoras quanto em trabalhos de textura em vestidos tubinhos e saias de forma arredondada. A coleção veio mais casual do que de costume mas sem perder o corte impecável do estilista.

A Animale mostrou uma coleção com mix de influências rústicas e futuristas. A marca continua investindo em tecidos tecnológicos, como o algodão empapelado, organza de seda com película de alumínio e o couro com stretch. Junto a eles o bordado e daí surgem peças cheias de recortes, texturas e de comprimento curto em tons de nude, na sua maioria. A mulher da Animale é moderna e feminina na medida e nesse sentido, a marca não desapontou.

Adriana Degreas não faz moda praia para quem gosta de ficar se bronzeando ao sol. O nicho dela é outro, mais maduro mas não menos sexy. A estilista trouxe de volta às passarelas brasileiras a incrível Shirley Mallmann [uma das primeiras tops brasileiras a fazer sucesso lá fora, abrindo as portas para muitas outras] e a tcheca Eva Herzigova para apresentar seu beachwear couture, cheio de peças com pegada lingerie retrô e outras tantas inspiradas nas private pool parties das divas de Hollywood dos anos 40. Além da lycra, a estilista utilizou tecidos nobres e inesperados de ser ver em uma coleção de moda praia, como organza, jérsey, seda e tule. Em outras palavras, é puro glamour!

Reinaldo Lourenço, Animale, Adriana Degreas
* Este post foi originalmente publicado aqui

SPFW Verão 2011 > Preview Adriana Degreas

Adriana Degreas desfila sua coleção de beachwear couture hoje, na São Paulo Fashion Week, as 20h. A inspiração para o verão 2011 foi o universo das private pool parties da década de 70 e suas divas.Na coleção, jerseys glamourosos, seda, tafetá, organza e,claro, lycra.


SPFW > verão 2011 > Dia 1

Letícia Ribeiro

Nessa edição do verão 2011 da São Paulo Fashion Week, vamos fazer um balanço diário do que mais se destacou nas passarelas.

A antiga Forum, agora Tufi Duek, parece ter deixado definitivamente a pegada sexy de lado para investir em peças mais enxutas e tecidos tecnológicos. A coleção de Eduardo Pombal é inspirada nos anos 60 e 90, misturando a modelagem da primeira década com o minimalismo da segunda. Padrões geométricos e toques futuristas também estava, presentes na passarela, em peças metalizadas e outras feitas de fibra de papel.

Priscilla Darolt também apostou no minimalismo e na geometria, desta vez trabalhados no couro e na camurça. Com cortes simples, a estilista usou a técnica do transfer para conseguir diferentes texturas com  material e assim criar numa mesma peça, um bom efeito de pontos brilhosos e opacos que acabou fincionando melhor nas peças coloridas que na série de pretos do final.

Para a Rosa Chá, Alexandre Herchcovitch foi buscar inspiração nas competições de dança de salão. Pronta para ampliar sua gama de peças e ir além do beachwear, a grife mostra um bom trabalho na construção das peças. Entre transparências e peças com ar retrô, pretos, nudes e  belas estampas, a Rosa Chá vem mostrando sua nova [e bela!] cara.

Tufi Duek, Priscilla Darolt, Rosa Chá

Já imaginou moda masculina com estampa de leopardo, florais e calças de cintura alta? Pois é o que os meninos da Reserva propõem. A inspiração é um mix de verão californiano com skate e anos 70. Claro que as peças mais básicas também estão por lá mas o que conta mesmo é a inovação e a ousadia na moda masculina que a marca levou para as passarelas.

Fechando a noite de desfiles, a Cia. Marítima apresentou um beachwear mais próximo do que realmente se usa nas praias brasileiras. Nada de peças cheias de recortes ou modelagens muito grandes nos maiôs e biquínis. A inspiração no Marrocos deu o toque de glamour na passarela, com os caftãs e bijoux douradas para o pós-praia.

Reserva, Cia Marítima

* Este post foi originalmente  publicado aqui